Discussão Final - Dora

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ir em baixo

Discussão Final - Dora

Mensagem por Admin em Seg Ago 25, 2014 11:54 am

Dora era vista como uma guardiã do grupo de menores abandonados nas ruas de Salvador. Jorge Amado, discorre em páginas ricas de dramaticidade literária o momento em que a personagem Dora e Pedro Bala dormem juntos e Dora se sente mulher. Daí, Dora não alcança mais a beleza do por-do-sol. Ela é acometida por uma forte infecção, causa de sua morte.

De que forma esse grupo de menores abandonados irão viver sem sua guardiã? Comente de que maneira os problemas sociais colocados nessa obra publicada na década de 1930 eram abordados na sociedade e como os mesmos são trabalhados na sociedade atual, na qual o adolescente (menor abandonado) tem como amparo legal o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Admin
Admin

Mensagens : 12
Data de inscrição : 18/08/2014

Ver perfil do usuário http://capitaesdaareia.forumbrasil.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Discussão Final - Dora

Mensagem por Lucas Souza em Seg Ago 25, 2014 2:07 pm

Dora se tornara especial para todos do trapiche. Eles a consideravam como mãe, como irmã, porém Bala sentia algo diferente e especial por ela e a considerava como sua mulher, sua noiva e futura esposa. Após sua morte, as crianças do grupo ficaram abaladas e perderam um pouco o rumo. A garota que ajudava a todos se tornara uma estrela que brilhava no céu. Para Pedro Bala principalmente, a vida sem ela não seria a mesma. A partir daí, os garotos começaram a repensar suas vidas, se realmente seria vantajoso continuar naquela vida do furto, já que cresciam e muitos deles pensavam em tentar crescer na vida de outro jeito e procurar correr atrás dos seus sonhos. Professor, por sua vez, foi para o Rio de Janeiro, tentar ser pintor, e tempo depois já era famoso por suas obras. A partir daí, cada um seguiu seu rumo. Volta Seca, foi atrás do seu padrinho Lampião, Sem-Pernas também se tornara uma estrela no céu, Gato continuara a viver dos golpes nos ricos, Pirulito tornara-se um frade e Pedro Bala, João Grande e Barandão passaram a participar das greves e lutar pelos direitos assim como fizera o pai do chefe dos Capitães de Areia.
O livro nos mostra como era a realidade dos meninos que viviam na pobreza nessa época, como eram tratados pelos demais da sociedade, como eram tratados pelos policiais e também nos mostra a falta de direitos das crianças abandonadas. Como consequência disso, as crianças acabam por não terem ao que recorrer, por não terem como ser ajudadas, e assim continuam na pobreza, sem uma possibilidade de ser alguém na vida, de poder dar aos seus filhos o que não receberam.
Hoje em dia muita coisa mudou, e várias leis foram criadas com o objetivo de oferecer às crianças abandonadas uma oportunidade de um futuro melhor, porém muita coisa ainda deve melhorar, uma vez que medidas como o Estatuto da Criança e do Adolescente acabam não atendendo a todos. Nas grandes cidades, vemos crianças abandonadas nos viadutos, vendendo coisas nos semáforos e em algumas vezes roubando, usando drogas, bebidas e vivendo em meio a doenças, entre outros.

Lucas Souza

Mensagens : 10
Data de inscrição : 22/08/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Discussão Final - Dora

Mensagem por João Vitor Valadares em Seg Ago 25, 2014 2:41 pm

Após a morte de Dora os Capitães da Areia ficaram todos tristes, foram tomados pelo sentimento da saudade de sua protetora. Dora fora marcante para todos os garotos do Trapiche, mas agora eles se viam sem ela. Passado algum tempo da morte de Dora os principais personagens lideres do grupo vão seguir suas vidas e buscar suas vocações. Aos poucos eles vão se dispersando para lados diferentes.
A obra de Jorge Amado aborda como tema central crianças que que vivem na rua abandonadas, sem família e sem amparo legal. Essas crianças eram vistas pela sociedade da época como simplesmente ladrões menores que mereciam ir pro reformatório, onde seriam submetidos a rígidos castigos físicos as escuras da sociedade. Na história existem poucos personagens como o Padre José, que sabia o que os jovens garotos passavam e tentava ajudá-los. Mas em nenhum momento é citado o apoio governamental para auxiliar menores abandonados, e com certeza se houvesse amparo a esses jovens eles não cometeriam os crimes que cometeram ao decorrer da história.
Na sociedade brasileira atual o problema do abandono de menores já tem o amparo legal feito pelo Estatuto da Criança e do Adolescente que ajuda muitas crianças a saírem da rua e terem uma vida mais digna. Mas vivemos em um país onde a desordem é constante  e o desrespeito com as leis é um fato, por isso no Brasil muitos menores abandonados sofrem com situações semelhantes as apresentadas no livro, principalmente nas áreas mais pobres do Brasil como o Nordeste.

João Vitor Valadares

Mensagens : 10
Data de inscrição : 21/08/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Discussão Final - Dora

Mensagem por Anna Luiza Monteiro em Seg Ago 25, 2014 2:52 pm

Dora foi como a peça do quebra-cabeças que faltava na vida das crianças do Trapiche. Ela foi vista como mãe, irmã, protetora e noiva. No entanto, após sua morte a vida de todos mudou. Cada um tomou seu rumo na vida e seguiram suas vocações. Acredito que Dora foi o pontapé inicial para que a vida dos garotos se transformasse. Jorge Amado deixa explicitamente o receio da sociedade, e, principalmente das autoridades em relação aos Capitães da Areia em sua obra. Os meninos do Trapiche podiam contar com poucos adultos que nem tinham tantas condições de ajudá-los. O governo nem sequer se manisfestava em relação a eles. Com o Estatuto da Criança e do Adolescente presente na vida da sociedade atual, muita coisa mudou, porém ainda existem muitas crianças e adolescentes abandonados e desamparados que perambulam pela cidade e são incriminados pela sociedade que acreditam que estes não merecem um tratamento igual ao das crianças que possuem uma família.

Anna Luiza Monteiro

Mensagens : 10
Data de inscrição : 21/08/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Discussão Final - Dora

Mensagem por Nicole Valadares em Seg Ago 25, 2014 4:48 pm

Dora era muito importante no trapiche, com a sua morte deixou as pessoas que conviviam com ela muito tristes, ela era a protetora deles, fez os garotos do trapiche repensarem bastante no rumo que haviam escolhido para as suas vidas, com isso cada um resolveu tomar o seu caminho. Alguns continuaram na mesma vida, como o Gato com seus golpes nos ricos. Mas a maioria tomou um rumo diferente.
O livro nos mostra a realidade de vida das crianças que moram nas ruas, sem pai e sem mãe, como as pessoas os tratavam, sem leis para que pudessem ajudar a sair dessa vida. Na sociedade hoje existem leis que ajudam várias crianças a sairem das ruas e terem uma vida melhor, portanto ainda existem muitas pessoas abandonadas nas ruas e o próprio governo acaba não cumprindo as leis.

Nicole Valadares

Mensagens : 10
Data de inscrição : 25/08/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Discussão Final - Dora

Mensagem por Ana Luísa Morato Nicoli em Seg Ago 25, 2014 5:16 pm

Dora era uma pessoa muito importante no trapiche, ela era vista como mãe e protetora para todos que viviam no trapiche, a sua morte deixou todos muito abalados e tristes, ela fez com que todos repensassem o que queriam de sua vida, e assim cada um seguiu o seu caminho.
Hoje existe uma enorme diferença das crianças abandonadas de hoje com as de antigamente. Hoje existem vários recursos e leis para que as crianças não vivam nas ruas, como o Estatuto da Criança e do Adolescente.

Ana Luísa Morato Nicoli

Mensagens : 10
Data de inscrição : 24/08/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Discussão Final - Dora

Mensagem por Júlia Machado em Seg Ago 25, 2014 6:38 pm

A maioria dos Capitães da Areia sentiam falta do carinho maternal, e quando Dora chegou eles puderam recompensar isso. Menos no caso do Professor e de Pedro Bala que a viam como uma mulher, sua noiva. Quando a garota teve que abandona-los, eles se sentiram desamparados, e carência voltou a fazer companhia. Muitos deles foram tentar a vida de uma outra forma, as vezes mais digna, outras nem tanto. Eles foram se abrindo a suas verdadeiras vocações. Mas muitos ainda permaneceram com os Capitães da Areia.
Aquela realidade descrita em 1930 por Jorge Amado, pode ser observada bastante hoje em dia. Mesmo que nós tenhamos agora autoridades mais preocupadas, leis que garantem a essas crianças um futuro melhor, ainda podemos observar crianças desamparadas e soltas pelas ruas precisando roubar para viver.

Júlia Machado

Mensagens : 10
Data de inscrição : 24/08/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Discussão Final - Dora

Mensagem por Bianca Nicoli em Seg Ago 25, 2014 6:40 pm

Dora era muito importante no trapiche, ela era como uma mãe para todos que viviam no trapiche, após a sua morte a vida de todos mudou, tomados pelo sentimento de dor e tristeza, cada um seguiu o seu rumo na vida e foram atrás de suas vocações.
A obra de Jorge Amado nos mostra a dura realidade de crianças abandonadas, que moram nas ruas, com condições precárias, e que eram vistas pela sociedade como ladrões.
Na sociedade atual várias coisas mudaram devido à leis e recursos para crianças que vivem na rua, como o Estatuto da Criança e do Adolescente, mas infelizmente ainda existem principalmente em cidades grandes, crianças e adolescentes que vivem na rua e usam do furto e da venda de produtos roubados como meio de sua sobrevivência.

Bianca Nicoli

Mensagens : 10
Data de inscrição : 25/08/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Discussão Final - Dora

Mensagem por João Vítor Xavier em Seg Ago 25, 2014 7:48 pm

Dora possuía um carinho maternal por todos do trapiche todos gostavam dela, já Pedro Bala a via como sua mulher futura esposa, após sua morte uma enorme carência assolou os capitães da areia, alguns membros foram tentar a vida de uma maneira mais digna outro continuaram no trapiche.
Essa condição ainda se faz presente hoje mesmo com um conjunto de leis para defender o menor, devido muitas vezes a uma falta de desestrutura familiar ou mesmo um grande abismo social que separa o rico do pobre.

João Vítor Xavier

Mensagens : 10
Data de inscrição : 24/08/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Discussão Final - Dora

Mensagem por Júlia Lino em Ter Ago 26, 2014 8:39 am

Dora era muito importante no Trapiche, todos gostavam muito dela, era uma guardiã no grupo, era considerada mãe, irmã, esposa dos meninos do grupo, todos acostumaram com a sua presença, era querida por todos, brincava com os pequenos, ajudava os maiores, aconselhava eles e amava o Pedro Bala.
No final, após entrar no orfanato, pegou uma infecção, e nada cortava sua febre, os meninos do bando, tiraram ela de lá e pouco depois ela faleceu, todos ficaram tristes pois perderam uma amiga, irmã, mãe e uma esposa.

Júlia Lino

Mensagens : 10
Data de inscrição : 24/08/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Discussão Final - Dora

Mensagem por Vitor Hugo em Ter Ago 26, 2014 11:27 am

Dora tem um papel fundamental no grupo, onde era considerada uma irmã para todos exceto para Pedro que a considerava uma mãe. Depois de sua morte a história toma um caminho muito diferente para cada personagem, onde Professor vai para o RJ e fica muito famoso com suas obras, Pedro Bala, segue o mesmo caminho que seu pai, e vira grevista, Sem Pernas se mata, Gato leva a vida usando suas cartas, trapaceando, Pirulito torna-se Frade (Designação dada a um católico consagrado que pertence a uma ordem religiosa mendicante e que vive normalmente num convento. Ele tanto pode ser um clérigo como um leigo), Volta Seca de torna um integrante do grupo de Lampião, João Grande se torna marinheiro e Boa Vida se torna um sambista.

A história é um fato muito comum hoje em dia, só que naquele tempo, não havia progamas de governo e associações que ajudavam crianças como hoje.

Vitor Hugo

Mensagens : 10
Data de inscrição : 22/08/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Discussão Final - Dora

Mensagem por Vitor Rocha em Ter Ago 26, 2014 11:36 am

Dora tinha o papel de mãe e irmã para todos, Pedro Bala a enxergava de outra maneira, como sua noiva. Quando Dora morreu todos ficaram abalados e chocados com o ocorrido. Todos a viam como uma estrela no céu, os guiando, e todos os dias ficavam observando o céu. Apos sua morte, quase todos foram seguir suas vidas, o Professor foi para o Rio de Janeiro seguir sua tao sonhada carreira de pintor, e logo ficou famoso pelo seus belíssimos quadros, Pedro Bala seguiu o caminho de seu pai, virou um grevista e vivia defendendo os direitos de seu povo, Gato foi embora com Dalva, que depois de um certo tempo volta com uma negrinha e cheio de estilo.
Como os meninos moravam na rua achavam que o roubo era algo normal, e que não tinham culpa alguma se não tinham pai para alimentá-los, porém os policiais tratavam os Capitães da Areia muito mal, mesmo sem saberem o motivo que estavam roubando e que eram moradores de rua, o classificavam como ladrões e diziam que nunca eram confiáveis.
Nos dias de hoje a situação em termos de preconceito melhorou, mais ainda as pessoas tem bastante preconceito em relação à moradores de rua, homossexuais, negros. O estatuto da criança e do adolescente foi algo bom demais, agora nao aceitam crianças ficarem desamparadas assim como os Capitães da Areia ficavam, protegem, dão alimento, porem ainda existem muitas crianças e adolescentes desamparados e com fome, por isso ainda deixam a desejar .

Vitor Rocha

Mensagens : 11
Data de inscrição : 25/08/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Discussão Final - Dora

Mensagem por Giovanni Avelar em Ter Ago 26, 2014 12:26 pm

Após uma chegada repleta de desconfiança,de ambos os lados,Dora surpreendeu à todos ao se tornar a guardiã do grupo,extremamente especial à todos.Dora era ao mesmo tempo mãe e irmã dos meninos do trapiche,preenchendo a latente lacuna de carinho em seus corações.Era ainda o amor da vida do líder,Pedro Bala,deixando este e todos os outros meninos do Trapiche extremamente abalados e tristes com sua perda.Após sua morte,muitas das crianças do Trapiche pensavam em conseguir uma vida melhor,tentar fugir daquela miséria que os perseguira desde pequenos,e assim o grupo se dispersou um pouco, com cada um tomando seu próprio rumo.
A modo de vida dessas crianças abandonadas que precisam furtar para sobreviver,era e é extremamente descriminado pela sociedade que determina como errado e imoral o furto,independentemente da circunstância.Obras como esta possibilitam o quebramento de certas concepções espontâneas e a visualização do outro lado,de outra realidade,da realidade de crianças que não tem nada e ninguém,apenas o furto para sobreviver,possibilitando o ampliamento da visão das pessoas e perguntando realmente se o ato de furtar é sempre errado.
Atualmente políticas publicas,pelo menos no papel,auxiliam a vida de crianças abandonadas e miseráveis abrindo à essas crianças novas portas,novas possibilidades,novos caminhos.Contudo em um país de 3º mundo onde nem mesmo setores de grande importância social e econômica recebem a quantidade necessárias de investimentos,é evidente que as políticas públicas para o auxílio de crianças abandonadas são deficientes e precárias e essas crianças continuam a mercê de crimes para sobreviver,inclusive do crime organizado cada vez mais presentes em grandes centros urbanos e não possuem portanto grandes perspectivas de vida fora se envolverem com o crime para sobreviverem e serem possivelmente mandados para reformatórios,onde a metodologia de correção e inserção do jovem infrator novamente à sociedades não funcionam,pois estes após passar o prazo(muito curto por sinal,pois o país não possui boa infraestrutura suficiente e tem que despejar presos e menores infratores na rua rapidamente para conseguir dar conta da demanda)não possuem outra perspectiva de vida.
É necessário,portanto,um maior investimento e criação de políticas de combate a miséria e amparo ao jovem abandonado,além do aumento da perspectiva para este poder se ingressar no mercado de trabalho ou estudos para conseguirem fugir do estado de miséria de suas vidas.

Giovanni Avelar

Mensagens : 10
Data de inscrição : 22/08/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Discussão Final - Dora

Mensagem por Nicolly Faria em Ter Ago 26, 2014 2:40 pm

Dora tinha um papel muito importante no grupo,onde era considerada irmã de todos menos para Pedro que a considerava como uma mãe.Todos gostavam muito dela,ela era como uma guardiã do grupo,amava Pedro Bala.
Após entrar no orfanato , pegou uma infecção,os meninos o tiraram de lá, mas pouco tempo depois ela faleceu,todos ficaram muito tristes.Com isso alguns membros dos Capitães da Areia foram tentar a vida de outra maneira mais digna.
Hoje as coisas mudaram,existem leis que ajudam as crianças abandonadas,mas ainda tem muita coisa para melhorar.Em muitas cidades grandes vemos muitas crianças abandonadas em viadutos,vendendo coisas nas ruas ou roubando,usando drogas,bebendo em meio de doenças.

Nicolly Faria

Mensagens : 10
Data de inscrição : 26/08/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Discussão Final - Dora

Mensagem por Laura Alves em Ter Ago 26, 2014 2:50 pm

Dora tinha o carinho de todos no trapiche, pela maioria era vista como mãe, irmã, protetora e, por Pedro Bala como noiva. O fato de os garotos perderem sua guardiã os deixou completamente tristes e desamparados, o que fez cada um seguir um caminho diferente.
No livro Jorge Amado mostra como era a vida das crianças abandonadas antigamente, que passavam fome, frio e precisavam furtar para suprir suas necessidades, além de que não recebiam nenhuma ajuda governamental. Hoje isso mudou, mas não erradicou totalmente. O Estatuto da Criança e do Adolescente oferece aos jovens melhores qualidades de vida, mas não atende às necessidades de todos.

Laura Alves

Mensagens : 10
Data de inscrição : 25/08/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Discussão Final - Dora

Mensagem por Alice Alves em Ter Ago 26, 2014 3:10 pm

Dora era adorada por todos no trapiche, era vista como uma mãe, protetora e por Pedro Bala era vista como noiva. Quando a garota faleceu, todos ficaram desamparados e muito tristes. Assim a vida de todos mudou, e cada um seguiu um caminho diferente.
Jorge Amado, descreveu uma realidade que nos dias de hoje ainda pode ser notada. Ainda existem crianças sem lar, desamparadas, passando fome mesmo com a existência do Estatuto da Criança e do Adolescente, no qual tivemos várias mudanças, mas ainda não atende às necessidades de todos.

Alice Alves

Mensagens : 10
Data de inscrição : 22/08/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Discussão Final - Dora

Mensagem por Laura Albuquerque2 em Ter Ago 26, 2014 3:44 pm

Dora era considerada por todos do grupo, uma verdadeira amiga, uma irmã uma mãe, uma guardiã, mas somente para Pedro Bala uma esposa. Ela apareceu de repente, e conquistou os corações de todos, ela era bem presente e amava inocentemente cada um dos meninos, brincava com os pequenos, aconselhava os "irmãos", ajudava nas aventuras, vestia-se de farrapos para se identificar como um dos componentes do grupo dos Capitães da Areia, adorava viver no meio deles, e não se importava de fazer o que fazia, apenas por estar ao lado deles, havia chegado a pouco tempo, mas parecia que vivia ali a muitos anos, pois conhecia cada um e cada defeito e qualidade. Devido a uma infecção que ela pegou no período em que ficou no orfanato, pouco após de conseguir fugir com os amigos do orfanato, ela é vencida pela doença, e para todos morrera uma menina valente.
Neste livro, é destacado cada momento da vidas nas ruas, cada momento, cada dificuldade, e isso provoca um conhecimento diferente em quem lê, hoje em dia as coisas são diferentes, mas nem tanto, hoje existe o Estatuto do Adolescente, que tira os jovens da rua, mas ainda existem grandes desafios, devido às drogas, à desobediência, a vontade de continuar nas ruas, entre outros motivos. Pode ser que tenha melhorado em alguns aspectos de um tempo para cá, mas com certeza, também piorou em outros.

Laura Albuquerque2

Mensagens : 10
Data de inscrição : 24/08/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Discussão Final - Dora

Mensagem por vitor brito em Ter Ago 26, 2014 3:57 pm

Dora era amiga, irmã e mãe dos meninos do grupo, era guerreira e simplesmente amava estar perto de cada um. Brincava com os pequenos, ajudava os maiores e amava Pedro Bala como seu esposo. Após pegar uma infecção, ela faleceu e deixou na memória de cada um e no coração deles, a saudade e a perda.
Hoje em dia, as coisas mudaram, o Estatuto do Adolescente existe para tirar menores da rua, mas existem as drogas que impedem os meninos de sair da rua, roubar, então pode ser que tenha melhorado, mas não totalmente.

vitor brito

Mensagens : 11
Data de inscrição : 25/08/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Discussão Final - Dora

Mensagem por Luiza Rodrigues em Ter Ago 26, 2014 4:13 pm

Todos no trapiche gostavam de Dora,além de ser vista como mãe e protetora,Pedro Bala a considerava como uma esposa.Dora pegou uma infecção no orfanato e após os Capitães da Areia irem lá e pegar ela de volta,ela morre e assim todos tomam um rumo diferente.
No livro é destacado uma realidade que ainda é vivida,mas poucos de nós notamos ou paramos para pensar sobre isso.Mas isso mudou bastante,hoje em dia existem várias instituições que acolhem adolescente e crianças abandonas ou órfãs.

Luiza Rodrigues

Mensagens : 10
Data de inscrição : 24/08/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Discussão Final - Dora

Mensagem por Eduarda Araújo em Ter Ago 26, 2014 4:46 pm

Dora era a única mulher do grupo o que fez com que todos desenvolvessem um certo afeto por ela.Era uma menina muito simples,dócil,bonita e simpática,logo todos a consideravam como uma mãe,irmã e a guardiã do grupo e por Bala era considerada sua noiva e futura esposa.Ao pegar uma infecção no orfanato que ela entrou,acabou por falecer queimando em febre.Isso causou um enorme impacto na vida dos meninos,alguns aos poucos foram se dispersando e tentando encontrar uma maneira de seguir a vida de forma mais digna,outros continuaram no Trapiche,cada um seguindo seu caminho.
O fato de hoje existir leis e autoridades mais preocupadas com o assunto não torna esse problema inexistente.Assim como a obra de Jorge Amado nos mostra,nos dias de hoje,ainda existe muitas crianças abandonadas nas ruas,muitas órfãs que não tem famílias nem como sobreviverem e uma das únicas formas que encontram para se manterem vivos muitas vezes é o roubo.O Estatuto da Criança e do Adolescente foi criado com o intuito de tirar das ruas essas crianças,alimenta-las e tentar dar a elas uma melhor forma de vida porém ainda deixam muito a desejar,consequentemente esse problema não fora erradicado totalmente.Por isso,apesar dos incentivos e da criação de novas leis deveria existir uma maior mobilização do governo para tornar esse tipo de serviço mais eficiente,uma vez que os mesmo não atendem a todos de forma desejada.

Eduarda Araújo

Mensagens : 10
Data de inscrição : 24/08/2014
Idade : 18

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Discussão Final - Dora

Mensagem por Dayane Miranda em Ter Ago 26, 2014 4:49 pm

Dora tinha levado alegria e carinho para os meninos do trapiche eles a consideravam como mãe, irmã e até esposa por Bala. Apos a morte de Dora os Capitães da Areia ficaram tristes e desamparados, alguns repensaram suas vidas e foram tentar ganhar a vida de outra forma.
Algumas coisas mudaram desde 1930 foram criadas varias leis e instituições destinadas a cuidar e amparar essas crianças, mas ainda não é possível atender a todos.

Dayane Miranda

Mensagens : 10
Data de inscrição : 24/08/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Discussão Final - Dora

Mensagem por Caio José em Ter Ago 26, 2014 5:48 pm

Dora era considerada como mãe ou irma para todos meninos do grupo sua morte causou uma enorme tristeza, mais foi fundamental para a historia, pois sem esse acontecimento personagens como o professor, provavelmente deixariam de seguir seu sonho e continuariam na vida de roubos. A morte de Dora fez os meninos repensarem sua vida, se valia a pena ou não continuar nela.
Daquele tempo até hoje foram criados leis, tanto na maneira de punir uma criança, na maneira que é tratadas na clinica de reabilitação e até a instituição do salário minimo. Se o grupo Capitães da Areia fosse formado nos tempos atuais penso que não haveria tantas crianças quanto naquela época.

Caio José

Mensagens : 10
Data de inscrição : 26/08/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Discussão Final - Dora

Mensagem por Leandro Libério em Ter Ago 26, 2014 6:42 pm

Dora marcou muito a vida dos Capitães de Areia, ela foi querida por todos. Era vista como uma mãe pelos menores, como uma irmã para alguns e como uma noiva por Pedro Bala e pelo Professor. Após sua morte as coisas não foram as mesmas, os garotos passaram a pensar em sua vida e se valia mesmo a pena continuar assim. Então muitos deles atingiram suas metas como Pirulito que virou um padre e Professor que se transformou em um pintor habilidoso.
Hoje em dia a realidade não é a mesma, várias leis foram formuladas para que as crianças sem moradia tenham um futuro melhor. Mas mesmo assim ainda a um longo caminho até que o país tire todas as crianças da miséria.


Leandro Libério

Mensagens : 10
Data de inscrição : 26/08/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Discussão Final - Dora

Mensagem por victor arruda em Ter Ago 26, 2014 7:11 pm

Dora era muito especial para todos no trapiche, pois ela era uma "mãe "para os garotos do trapiche e ela fez com que alguns garotos tomassem um rumo diferente em suas vidas.
Hoje em dia existem varias formas de ajudar e proteger várias crianças e adolescentes a saírem das ruas e terem uma condição de vida melhor mais mesmo assim acontece de varias crianças viverem nas ruas de forma semelhante a do livro.

victor arruda

Mensagens : 10
Data de inscrição : 26/08/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Discussão Final - Dora

Mensagem por Letícia Sousa em Ter Ago 26, 2014 7:34 pm

Dora era vista como mãe, irmã, noiva, protetora dos Capitães da Areia. Ela tinha o carinho de todos eles, e mais ainda, dava-lhes o carinho que jamais tinham tido. Ela foi, com certeza, um dos maiores fatores que fizeram com que aqueles jovens mudassem suas vidas. Sua morte deixou-os desamparados, e fez com que cada um seguisse seu caminho, alguns seguiram suas vocações, os demais seguiram rumos diferentes.
O livro de Jorge Amado mostra como é a vida de crianças que vivem nas ruas, sem o amparo dos pais, sem uma escola para dar-lhes o auxílio da vida. Mostra também como eram tratadas e julgadas pela sociedade em geral. Hoje, existem leis que ajudam essas crianças a ter uma vida melhor, mas ainda assim é possível observar casos parecidos com o tratado na obra.

Letícia Sousa

Mensagens : 10
Data de inscrição : 22/08/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Discussão Final - Dora

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum